O imcompreensível Wayra!

O que é Fuerza Bruta?

31Artigos, Sem categoriaTags: , , , ,

Dizem que “é um fenômeno inevitável, o resultado de milhões de anos. Tem origem no fundo do oceano, no fundo dos copos, no caminhar pelas calçadas. Fuerza Bruta não serve para nada. É.”. Traduzindo, é um show impressionante, ali no nevrálgico centro turístico da Recoleta. O grupo Fuerza Bruta apresenta um espetáculo surreal, o Wayra, que nos tira o fôlego e nos faz ter uma experiência única na vida.

Não há lugares marcados, não há cadeiras, a assistência permanece em pé por uma hora e participa do show constantemente! Nada pode ser dito além de que, se tiveres oportunidade de estar nesse show visual-acústico-sensorial, não perca! As funções acontecem de quartas a domingos e, nas sextas-feiras, a última sessão se estende ao som do DJ da casa. Já andou na China, na Rússia, nos EUA, no Reino Unido, na Irlanda, na Alemanha, na França, até no Brasil.

Alguém pode pensar, ah, isso não é pra mim. Bem, se não abrir mão do salto alto, ficará um tanto complicado. Todos comparecem muito à vontade, com seu tênis. É recomendado para todas as idades acima dos 8 anos, porque não se pode carregar gente no colo ou nos ombros. Não há qualquer cena imprópria. Sempre há gente de 8 a 90 anos, basta que consiga participar. Deixo umas fotos, para dar uma pequeníssima ideia do que seja e um aviso, farás parte de um feito, de uma realidade paralela delirante, sem tradução, sem anestesia. (Fica lá no fundão do Centro Cultural Recoleta, Junín, 1.930, Bairro Recoleta, Buenos Aires, Argentina)

O impressionante Wayra!

O impressionante Wayra!

O inexplicável Wayra!

O inexplicável Wayra!

 

O imcompreensível Wayra!

O imcompreensível Wayra!

O surreal Wayra!

O surreal Wayra!

 

 

 

La Bibliothèque, salão principal dedicado a antiguidades óticas e a livros.

O Inebriante Café Pushkin

00Artigos, DestaqueTags: , ,

Você ama livros? Aprecia um café para acompanhar? Gosta de sentar-se próximo a janela e de contemplar um ambiente caprichado? O lugar perfeito para isso chama-se  Кафе ПушкиHъ, ou, Café Pushkin em Moscou. Um lugar sobrenatural. Tudo é tão estranhamente perfeito que até perturba, porém é tão maravilhosamente belo que nos hipnotiza e nos abduz.

O café começou a existir em uma música de Gilbért Becaud, intitulada Nathalie, de 1964. Sucesso estrondoso, gravado em várias línguas. O café, entretanto, foi inaugurado 30 anos depois da canção, em homenagem ao bicentenário de nascimento do grande poeta russo Alexandre Pushkin.

Sentar-se à mesa no Puskin é um privilégio. Para que todos possam fazê-lo, além dos pratos exclusivos e encantadores, há um menu executivo (menu dejeuner), compostos de três partes: salada, sopa e prato principal. Tudo com uma apresentação impecável. Não deixe de regar esse festim com o Kvás elaborado pela casa, uma aguardente de mel.

Mel e caviar, aliás, são ingredientes soberanos na Rússia, não saia de lá sem prová-los! Na carta há um capítulo específico para cada um deles. Pode-se degustar quatro tipos de caviar sobre blinis vermelhas: de esturjão, de salmão, de beluga e de vendace. Já a coleção de mel, enverga seis categorias a escolher, que podem acompanhar o grand finale da sua refeição.

Para tanto requinte, dedicação e capricho não poderíamos aparecer em sport wear, claro. O Pushkin é demasiadamente elegante para uma bermuda, mas tampouco se exige o formalismo de uma gravata. Assim, bom senso e bom apetite (хороший аппетит)! Onde: 26-A Tverskoy Boulevard, Moscou, Rússia
Telefone: +7 (495) 739-0033 [Москва, ул. Тверской бульвар, дом 26-А Телефон:+7 (495) 739-00-33]

Terraço de verão.

Terraço de verão.

Uma jóia de doce!

Uma jóia de doce!

La Serre, ambiente para um café.

La Serre, ambiente para um café.