Tag: Brasília

IMG-20170729-WA0012

O melhor ângulo da Esplanada

00Sem categoriaTags: , , ,

Precisamos falar sobre ela! É o coração da Nação, onde os poderes se encontram e a para onde população atenta. Façamos a devida reverência, o Ministério da Cultura quer que o Brasil deixe de ser conhecido lá fora (e aqui dentro também, oras) como um país colonial e passe a ser reconhecido por seu arrojo arquitetônico, sua modernidade, sua ousadia.

Definitivamente, somos impressionantes nesse aspecto e Brasília é um marco, um ícone, um assombro. Assim, se tivermos que iniciar por um ponto em Brasília, será a Esplanada dos Ministérios, formada por 17 edifícios semelhantes, mais dois prédios bastante distintos: os prédios do Ministério da Justiça (MJ) e do Ministério das Relações Exteriores (MRE).

A face frontal desses 17 edifícios é totalmente espelhada e consta que foram os primeiros nesse estilo no mundo. São assim, porque, como estão virados de frente para a Praça dos Três Poderes, refletem as decisões emanadas do Executivo, Legislativo e Judiciário. Além disso, refletem-se um no outro, dando a sensação de união, de integração, de transmissão da mensagem originada no ponto comum, os poderes da União.

Quanto ao MJ e ao MRE, é preciso lembrar que um trata das relações internas da República e o outro, das relações do Brasil com o mundo. Os prédios, assim, olham-se face a face, sempre cuidando para que os assuntos externos estejam de acordo com nosso sistema interno. Tudo é tão majestoso e significativo, que pedi para o fotógrafo Valdir Codinhoto (fotos impressionantes dele aqui) que me cedesse algumas fotos fabulosas saídas de sua lente. Afinal, a Esplanada merece ser vista por seu melhor ângulo! Obrigada Codi!

Ministérios e Palácio da Justiça

 

 

15844503_1284993454894599_4373011321515312000_o

Pão tentação: Castália

00Artigos, DestaqueTags: , , ,

Tenho uma confissão, gosto de pães bem feitos, sobretudo, daqueles cascudos, com interior fofo e que fazem um som peculiar quando os parto com as mãos. Sugiro comê-los com azeite e sal e também com um pouco de vinho tinto. Não necessariamente bebendo o vinho, mas sim, embebendo o pão no vinho (como meus nonnos faziam). Esses dias, encontrei um pão maravilhoso com barulhinho bom, feito pelos netos do Emb. Meira Penna e a Sra. Dorothy.

O avô ensinou os guris a sonhar alto e a avó, a fazer pão. Do sonho surgiu a Padaria e Confeitaria Castália e da cozinha, um pão delicioso feito com farinha francesa, mas também tem croissant  e pain au chocolat com manteiga vinda da provence. Castália, na mitologia grega, era uma fonte que inspirava o gênio poético daqueles que bebessem das suas águas ou ouvissem o movimento das suas águas. Juntaram-se irmãos, primo e amigos, todos beberam da fonte. Cada um contribuiu com um pouco e, dessa união, surgiu a inspiradora Padaria, com um scent bem hipster.

Dali, saem sabores inusitados como o pão com pimenta vermelha, ou o pão roxo de batata roxa, o pão amarelo de curry, o pão de cramberry com castanha de caju, o pão de cacau e ameixas, o rústico pão da casa. E todos podem ser levados à mesa. Escolhe-se o pão, eles o cortam e servem-no com potinhos de geléias ou azeite! O freguês os ladeia com o café que mais lhe encantar. Detalhe relevante que destaca esta padaria entre as demais, a vibe hipster, a felicidade dos netos da Dona Dorothy e do Seu Meira Penna e o amor deles em cada pão.

Onde: CLN 102 Bloco D Lojas 64/74 – Asa Norte, Brasília – DF

Telefone: (61) 3081-8899

 

🙂 Pão com JK

Granolinho

De comer com colher!

Coisas de vovó.

1494464378e3ba1bd6d2013bcbd7afb8b60a2a54ac

No Aeroporto: cheirinho de pão quentinho saído na hora!

20Artigos, DestaqueTags: , , , , ,

Aí você arruma as malas pra viajar o final de semana, ou por uma semana, menos ou mais. Fecha o gás antes de sair, confere as janelas, tira o lixo pra fora e vai! Vai feliz cheio de expectativa de chegar. Aproveita aqueles dias como se não existisse o dia de voltar, mas quanto mais próximo do fim está este idílio, maior fica a lista de afazeres domésticos. Um que me preocupa sempre: “não tem pão em casa. Nem que seja para fazer um lanchinho na chegada…”

Meus caros, pelo jeito essa preocupação não é só minha! Que bom! Porque no aeroporto Juscelino Kubistchek em Brasília existe um oásis com cheirinho de pão quentinho saído na hora com preços de rua! É o primeiro aeroporto do Brasil a ter uma padaria,  panificadora Vitória, que fica pertinho do desembarque. É chegar à Brasília e sair do aeroporto com o pãozinho quente, cheiroso, saboroso, crocante por fora, macio por dentro.

Além do pão francês ou pãozinho, triguinho, cassetinho, carioquinha, pão careca ou pão filão (a depender da região do Brasil do cliente), a padaria faz pães artesanais de outras paradas, faz sanduíches, bolos, tortas, acompanhados de cafés, sucos e tudo o mais que se pode encontrar numa padaria convencional. Pode-se escolher o pão recém saído do forno para o sanduíche personalizado. A inusitada loja, com janelas amplas que dão para o jardim do aeroporto, tem mesinhas, cadeiras e poltronas para o cliente descansar antes ou depois de sair viagem. Funciona entre 6h e 22h e como as fotos mostram, sucesso absoluto!

1486926324a7225ae86aa711f8277fe94354ff10f8

A Profecia e a Construção Minecraft

00Artigos, DestaqueTags: , ,

João Bosco nasceu na Itália em 1815 e tinha um dom. Ele previa eventos.  Certa feita vaticinou: “Entre os paralelos 15º e 20º havia um leito muito extenso, que partia de um ponto onde se formava um lago. Então, uma voz disse repetidamente: ‘Quando escavarem as minas escondidas no meio destes montes, aparecerá aqui a grande civilização, a terra prometida, onde jorrará leite e mel. Será uma riqueza inconcebível’”.

O que há entre aqueles paralelos? Brasília, meus amigos. Dom Bosco, é o padroeiro da nossa capital e, por isso, ergueram-se muitas obras em homenagem a ele. A mais deslumbrante está escondida dentro do Santuário Dom Bosco, na W3 Sul. Dentro, porque o lado de fora não revela a imersão no azul infinito, mesclado com tons lilases, violetas e róseos. São 80 colunas góticas, com 15m de altura, entremeadas com 2,2m2 de vitrais em 12 tons azuis. Entrar no santuário é como ingressar em outra dimensão, em outro espaço, em outro mundo. Um mundo de contemplação e elevação espiritual. Para as crianças, em um mundo minecraft, como falou a que estava ao meu lado…

O projeto dos vitrais é do arquiteto Claudio Naves e executado pelo artesão belga Hubert Van Doorne. De dia, a luz do sol deita seus raios e tudo se tinge de céu, inclusive as pessoas. Quando a noite vem, um único ponto de luz interior se acende a partir de um lustre. São três toneladas, projetadas por Alvimar Moreira, compostas por 7.400 pequenos copos de vidro murano, pairando no centro da obra. Toda a luz intensifica o enorme crucifixo talhado por Gotfredo Traller, de Treze Tílias-SC, que em um único tronco de cedro, esculpiu Cristo com 8m de altura e 4,3m de envergadura. E, no topo das 12 portas do prédio, o texto do Apocalipse ensina sobre a morada de Deus.

 

 

3 toneladas sobre nós.

3 toneladas sobre nós.

Tesouro escondido

Tesouro escondido

12 tons de azul

12 tons de azul